MÍMICA

Por Pedro Du Bois | 10/30/2012 04:07:00 PM em | comentários (1)

No discurso do profeta
apregoado eletronicamente

     determino a pena
                       justa
                 ajustada
do que deve purgar
na vida

desligo o som
e me divirto
         com sua mímica.

(Pedro Du Bois, inédito)

Canto Kaiowá

Por Adams Alpes | 10/29/2012 10:57:00 PM em | comentários (0)



(para os índios Guarani-Kaiowá)


Meu bumbo a ressoar
Minha terra a clamar
Minha gente a chamar
É a hora de lutar

É a guerra pela paz
Da luta os ancestrais
Guarani-Kaiowá
É a morte ou só matar

Eu vejo nossa terra
De tempos deflorada
Somente deflagrada
E abraço nossa guerra

Da luta os ancestrais
Guarani-Kaiowá
Meu canto pela paz
No Brasil vai ecoar




Adams Alpes
São José dos Campos, outubro, 2012

Urgência

Por Eryck Magalhães | 10/26/2012 10:27:00 PM em | comentários (0)



Quando sentires no peito
amor por alguém,
e junto com esse sentimento
o desejo de expressá-lo,
seja através de gestos
ou palavras,
não hesites
não deixes
que qualquer outro sentimento reles
iniba a manifestação do amor.

Aquele a quem amas
merece ouvir de tua boca
a frase das frases:
"eu te amo",
pois é a existência desta pessoa
que fez nascer em ti
o nobre sentimento.

Não sejas egoísta,
ao ponto de guardar o amor
só para ti,
deixa-o transbordar,
inundar o outro
não deixes para amanhã de manhã
não deixes para depois,
pois o amor é o instante
e tu, uma ínfima fagulha
da fogueira do universo
que o menor dos sopros
pode apagar.

Onde o vento faz a curva

Por Eryck Magalhães | 10/25/2012 11:51:00 AM em | comentários (0)


      Vento que se preze não passava por ela sem se render as suas sinuosas curvas.

Pessoas

Por Eryck Magalhães | 10/21/2012 01:37:00 AM em | comentários (0)


São como objetos distantes
em movimento

nunca se sabe
se elas vem em nossa direção,
ou não.

BREVE APONTAMENTO SOBRE O (MEU) EQUILÍBRIO

Por Pedro Du Bois | 10/19/2012 10:11:00 AM em | comentários (0)

Trabalho como alpinista. Desdobro
penhascos e me faço tempestade
e neve. Complico escaladas
e despenco abismos. Sou república
e reinado: rei e vassalo. Plebeu
ensinado nos riscos da planície.

Escuto o instante abordável
das vozes ecoando pedras.

(Pedro Du Bois, BREVIDADES, 31; Editora Projeto Passo Fundo, 2012)

Puxando o gatilho

Por Eryck Magalhães | 10/12/2012 03:35:00 PM em | comentários (1)

       
            Deu um tiro na cabeça. A presença e a onisciência de Deus levaram-no a cometer o ato atroz. Queria estar plenamente a sós.

VISÕES

Por Pedro Du Bois | 10/05/2012 01:48:00 PM em | comentários (0)

Pela lateral
espio além

      não adianto minha visão
      ao desconhecer

na lateralidade
adianto a visão
             ao centro

(espaços esvaziados
 são permitidos ao centro).

(Pedro Du Bois, inédito)

Abandono

Por Eryck Magalhães | 10/03/2012 11:51:00 AM em | comentários (0)

     Eu me abandonei ali, naquele momento.


O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Feeds RSS

Receba as novidades do Vale em Versos em seu e-mail

Livros do Vale

Apoiamos

Adicione

Arquivos