cabelos com gilete

Por JURA | 12/23/2011 11:24:00 AM em |

Ela cortava seus cabelos com gilete. Pra amar ela usava unhas, entranhas e dentes.  No samba e no terreiro, flutuava. Ela era toda noite. Toda luz. Toda fêmea, na sutileza, no cio e na ferocidade. Ela era toda luta. Mas quando foi pra se matar, ficou esperando quieta a morte chegar.  Esperou toda sua vida escorrer.

1 comentários:

  1. Eryck Magalhães on 23 de dezembro de 2011 12:51

    Jura, cada vez mais você me convence que sua prosa flui com a naturalidade e a beleza de um rio. Parabéns, texto maravilhoso.

     


O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Feeds RSS

Receba as novidades do Vale em Versos em seu e-mail

Livros do Vale

Apoiamos

Adicione

Arquivos