Todo poema

Por Eryck Magalhães | 8/14/2012 11:27:00 PM em |



Todo poema
deveria ser escrito de vermelho
para saltar aos olhos dos que lêem.

Vermelho, mas não de sangue
vermelho apenas.

Poema é desabafo
aquilo que dentro do poeta não cabe mais
não é lamúria, sussurro ou suspiro,
é grito estertoroso de suicida
o leite que fervendo escorre leiteira afora
atingindo a chama
se juntando a ela
mas não a apaga
a alimenta.

Poema é ponta de faca furando barriga
o primeiro raio de sol que rasga a vista
dói, dói, incomoda
mas é sublime.

1 comentários:

  1. JURA on 15 de agosto de 2012 20:52

    poema sublime

     


O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Feeds RSS

Receba as novidades do Vale em Versos em seu e-mail

Livros do Vale

Apoiamos

Adicione

Arquivos