RUFLOS D’ÁGUA

Por W.G. | 5/31/2010 06:19:00 PM em , , |

Esta chuva miúda,
caindo macia,
meu telhado não denuncia.
Só a percebo pelas janelas.

Bem diferente daquelas
cujos dedos pesados
ruflam nos telhados
e dos beirais
escorrem em filas.

Chuvas musicais...
Eu desligo a TV para ouvi-las.

[gORj]

2 comentários:

  1. mural do ajosan on 31 de maio de 2010 19:05

    Muito interessante este seu texto, Wilson, parabéns, como sempre seus textos são bem reflexivos, amigo.

     
  2. Sônia Brandão on 2 de junho de 2010 22:42

    Quanta poesia há na chuva que tamborila no telhado! Mas só os poetas sabem disso.

    Abraços.

     


O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Feeds RSS

Receba as novidades do Vale em Versos em seu e-mail

Livros do Vale

Apoiamos

Adicione

Arquivos