Limpezas

Por Nestor Lampros | 8/09/2010 05:26:00 PM em |

poema
sinto a falena
como sujas calçadas
um jorro de água
e a poesia
limpa
sujeiras
cadeiras
palavras

1 comentários:

  1. Tonho França on 10 de agosto de 2010 22:02

    Bem vindo Nestor...
    belo poema meu amigo e escreva sempre, o espaço é seu.
    abraços
    Tonho França

     


O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Feeds RSS

Receba as novidades do Vale em Versos em seu e-mail

Livros do Vale

Apoiamos

Adicione

Arquivos