Por MusicOrama | 3/09/2012 07:43:00 PM em |

Não se pode parar

A poesia pinta

E eu não posso pintar


Não se pode esperar

Mais um ponto aponta

E eu não posso aprontar


Não se pode emperrar

Nosso peito aperta

E eu não posso imperar


Nosso tempo, há tempos,

Ninguém pode parar

1 comentários:

  1. Simone MartinS2 on 9 de março de 2012 21:43

    Boa noite...É o tempo nao para
    e nós não conseguimos ficar parados.
    Tudo gira o tempo todo e nessa roda viva
    nós seguimos o giro caminhando...Abraços

     


O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Feeds RSS

Receba as novidades do Vale em Versos em seu e-mail

Livros do Vale

Apoiamos

Adicione

Arquivos