Memórias

Por Tonho França | 10/30/2009 11:27:00 PM em |

Vejo nos beirais dos poucos sobrados vivos
Olhos antigos que observam meus passos
Querem caminhar comigo
E conhecer diferentes ventos e pássaros
Não sabem os olhos seculares dos poucos sobrados vivos
Que nada há de novo na melodia dos ventos
E nem pássaros, para onde eu sigo.



Tonho França

1 comentários:

  1. JURA on 30 de outubro de 2009 23:48

    lindo poema, editor
    abraços

     


O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Feeds RSS

Receba as novidades do Vale em Versos em seu e-mail

Livros do Vale

Apoiamos

Adicione

Arquivos