PÁSSAROS

Por JURA | 2/26/2011 11:50:00 AM em |

Os pássaros me distraem
desligam-me do (des) necessário
brincam com minhas
cansadas retinas.

Os pássaros me atraem
tiram-me da faina diária
afinam minha
memória autiditiva.

Os pássaros me trazem
criam-me um relicário
fabricam árias, melodias
em constante oficina.

2 comentários:

  1. Eduardo Silva on 27 de fevereiro de 2011 08:04

    Olá Jura,
    Que belo poema.Parabéns!

    Lembrei até do que escrevi há alguns anos:


    Sabiá

    Canta, canta sabiá, porque seu canto é mais extenso. Canta até o sol raiar, pois seu canto é uma benção.
    As injustiças derrubaram seu ninho e ainda assim segue cantando. Que exemplo mais nobre de após cair seguir lutando.
    Ainda que sopre o vento em todos os lados. Pode o mundo agir na ofensiva o deixando engaiolado, que não lhe prenderá a vida.
    Cantará até a garganta secar. Todos vão ouvir um canto lindo. O que muitos não vão notar é a tristeza que habita no seu intimo.
    Ele não quer flores artificiais. Muito menos peixe no aquário. Olha a mata sendo queimada, lá no céu vê a fumaça. Corre, corre bicharada, lá se foram suas casas. O que era verde ressecou, subiu ao céu bem lá distante, o seu canto ecoou, ninguém ouviu em nenhum instante.
    Tal como um pé de trevos de quatro folhas estenderá suas asas para o sol, para que quando a noite trouxer o frio das coisas, ao semelhante possa agir em prol. E ainda que existam as trevas a sintonia continuará convencendo, dissipará toda névoa enquanto as plantas vão florescendo.
    Então quem sabe alguém irá ouvi-lo cantando em um gaiola, entristecido ou amenizando as maldades do mundo em seu ninho. Vão notar que aquela ave não queria se destacar em meio a uma paisagem em ruína e o som que emitia era um prelúdio do que se tornaria sua vida.

    Abraços,
    Eduardo

     
  2. JURA on 3 de março de 2011 13:06

    belo texto, Eduardo, valeu

     


O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Feeds RSS

Receba as novidades do Vale em Versos em seu e-mail

Livros do Vale

Apoiamos

Adicione

Arquivos