Guardador de friezas

Por Vale em Versos | 5/10/2009 12:17:00 PM em , , |

Não vou chutar as pedras minhas
que cruzam o meu caminho.
Vou juntá-las!

Por que as manhãs se há as noites?
As minhas manhãs são inundadas
e úmidas e imundas e mudas.

Sou um Guardador de friezas.
Guardo as pedras e os espinhos e a indiferença.
A Grande diferença é que as uso...

Bem ou mal...
Levanto o meu alicerce
de minha propriedade
com colas em bastão
e cimento e pedras e espinhos.

A indiferença reveste o interior.
Não deixa as pedras expostas.

Ainda assim,
o lar permanece frio.

Adams Alpes - Caçapava/SP

0 comentários:


O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Feeds RSS

Receba as novidades do Vale em Versos em seu e-mail

Livros do Vale

Apoiamos

Adicione

Arquivos