Variações sobre a pedra

Por Vale em Versos | 5/10/2009 12:26:00 PM em , , |

I. Na profusão de seus pensamentos destacava-se este verso de Drummond: NO MEIO DO CAMINHO HAVIA UMA PEDRA.
– Agora não há mais, respondeu para si mesmo, enquanto lavava suas mãos assassinas.

II. No meio do caminho havia uma pedra. Havia uma pedra no meio do caminho...
“Azar de quem a perdeu”, comentou o jovem drogado antes de fumá-la num cachimbo improvisado.

III. “Uma rosa é uma rosa é uma rosa.”
Gertrude Stein

A professora explicava que o poeta queria dizer que a constante pedra no meio do caminho representava os obstáculos da vida. Mas se dizia isso era porque não era poeta. Se fosse, saberia que uma pedra no meio do caminho não representa outra coisa a não ser uma pedra no meio do caminho.
Uma pedra é uma pedra é uma pedra.

Wilson Gorj - Aparecida/SP

0 comentários:


O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Feeds RSS

Receba as novidades do Vale em Versos em seu e-mail

Livros do Vale

Apoiamos

Adicione

Arquivos