TENTAÇÃO

Por Rhosana Dalle | 7/11/2010 12:55:00 PM em , , |



TENTAÇÃO (3º Lugar FESTIPOEMA 2010)

Sou a sua tentação...

Sou quem não lhe segura,
Nem nada lhe assegura...
Sua liberdade pura,
Sua cura!


-Sou a sua ousadia, seu atrevimento...
Não sua agonia e sofrimento!
-Sou o seu descontrole, sua euforia, sua alegria...
Não o seu lamento!
-Sou sua desaforada inconseqüência...
Não sua dor de consciência!
-Sou seu ato impensado, seu impulso...
Não seu ato sensato e seguro!

Sou quem não lhe segura,
Nem nada lhe assegura...
Sua liberdade pura,
Sua cura!


Sou o motivo da sua gula,
Sua ânsia e afã,
Sua falta de pudor,
Eu não sou a sua dor...

Sou o seu passo no escuro,
Seu desperdício de tempo, seu vício...
Sua noite mal dormida,
Seu dia sonolento...
Seu incontrolável afeto, intento...
Seu desespero, seu destempero,
Seu calor do momento.
Seu fomento.

Sua fome, seu tormento...

Sou quem não lhe segura,
Nem nada lhe assegura...
Sua liberdade pura,
Sua cura!

Não fuja, não corra, não suma!
Não se iluda, nem pode!

Sou a sua tentação, e ...

Sem a sua permissão,
Quero meu direito a sua posse,
Na sua inteira impossibilidade
Em dizer-me

Não!

Pindamonhangaba, 09 Setembro 2009.................................... Rhosana Dalle.

2 comentários:

  1. Anônimo on 12 de julho de 2010 08:29

    Poema bem ritmado. Chega a lembrar uma toada, canção de amor. Tem até refrão:

    "Sou quem não lhe segura,
    Nem nada lhe assegura...
    Sua liberdade pura,
    Sua cura!"


    Parabéns pelos versos.
    Abraços.

    W. Gorj

     
  2. mural do ajosan on 13 de julho de 2010 22:14

    Parabéns poetisa pelo poema e pelo 3o lugar no festival. Abraços.

     


O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Feeds RSS

Receba as novidades do Vale em Versos em seu e-mail

Livros do Vale

Apoiamos

Adicione

Arquivos