OUTRO POETA

Por JURA | 9/25/2010 01:26:00 PM em |

Um poeta quando encontra outro poeta, fica estupefato, estranha demais: “Nossa, outro lunático, outro que fala sozinho, que levanta no meio da noite pra anotar um verso para a noite de sono não apagar.”


Um poeta quando encontra outro poeta, fica estupefato, estranha demais, mas fica feliz, e troca versos e ideias e convida o outro poeta para um café ou um vinho.

1 comentários:

  1. mural do ajosan on 29 de setembro de 2010 21:12

    Com certeza, amigo Jura, nada melhor que dois ou mais poetas trocando ideias e tomando um delicioso vinho. Abração.

     


O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Feeds RSS

Receba as novidades do Vale em Versos em seu e-mail

Livros do Vale

Apoiamos

Adicione

Arquivos